Um Café na Estrada

6 Comments



Vasco Martins, músico, poeta e amigo, o homem que provavelmente tem maior sensibilidade para sentir a natureza que brota da ilha de S. Vicente escreveu no seu blogue Deserto do Sul: «Nunca estive de acordo com a construção da estrada litoral mas quando teimam em construir estradas e pontes avançam! Agora que está feita gosta dela! Às vezes tenho a impressão que gastaram um milhão para eu e os meus amigos catitas usufruirmos dela. Erro de paralaxe é bem claro. Mas aproveito aproveito: penetro nos vales misteriosos, medito nas dunas de arenito, cheiro a rara carqueja, vejo o voo espiral das águias, contemplo o oceano Atlântico, as grandes nuvens que nunca param de passar, o vento de Nordeste esculpe as ondas, a estrada vai vai parece ir até às antípodas quando a Lua sobe, ilumina as brumas que tocam os picos dos montes.»

Não podia estar mais de acordo. Como eu adoro aquela estrada! A paisagem e a beleza que dela imanam. Por lá vagueia a alma de Isabel Alves Costa, minha mãe, a quem foi feita no local, com outros actores, actrizes, amigos e conhecidos, uma sentida homenagem no mar, um mês após o seu falecimento. Por lá se instala a Lua, matreira, cúmplice de amantes, poetas, loucos, solitários, guardadora de mil e um segredos. Andar por lá é um dos mais belos passeios que a ilha pode proporcionar. É a minha estrada.




You may also like

6 comentários:

Anónimo disse...

un adora...bijim titass..

Salum H. disse...

Show...

Priscilla disse...

Alumbrei-me a primeira vez que passei por este local...não há palavras para descrever tamanha beleza...

Janaína Alves disse...

ahh essa estrada...a melhor lembrança de minha breve passagem por Mindelo....
ahh essa estrada...

zito azevedo disse...

Eu acho que todas as "marginais" têm um encanto especial e lembro aqui, de forma singular, as da baía de Luanda e do Rio de Janeiro!
Espectáculos...

Anónimo disse...

Bnit pa abuse! Agora no tem ke preservá quel paisagem e quel strada tambê, portant ter juiz na se fruiçâo.

Pimintinha