Café Anúncio

4 Comments



Vem aí o Outono, a mais bela das estações. E com ele, o Café Margoso tentará retomar o seu ritmo diário, depois de ter passado por várias tempestades. Sobreviveu, a vontade de aqui estar persiste. Esperamos que seja recíproco.




You may also like

4 comentários:

Sisi disse...

O Café Margoso no seu ritmo habitual já fazia falta :) e a escolha da música não poderia ser melhor para este regresso.

Anónimo disse...

Ora ai vai então um

POEMA DE OUTONO

Quero apenas cinco coisas...

Primeiro é o amor sem fim...

A segunda é ver o outono

A terceira é o grave inverno

Em quarto lugar o verão

A quinta coisa são teus olhos

Não quero dormir sem teus olhos.

Não quero ser... sem que me olhes.

Abro mão da primavera para que continues me olhando.

(Pablo Neruda)

ABRAÇO

a) RB

Trêza disse...

É tão recíproco que é capaz de algum leitor seu se atrever a convidá-lo para um café quando vier a Portugal. Enquanto não vem, venho aqui aviar-me. hehe

Lily disse...

Pois ainda bem que volta ao ritmo habitual!
Já sentia falta de beber aqui um café!