Crónica Desaforada

43 Comments


Cordá Monte Cara

1. Que andam a brincar com S. Vicente não é de hoje. Os deputados eleitos por este círculo eleitoral, de um e do outro lado, nunca se vêem, não se lhes conhece uma única iniciativa que tenha tido um pingo de repercussão na melhoria das condições de vida desta população. O famoso partido charneira aproveita-se desta ilha ser a única com capacidade de atenuar a doença crónica do bipartidarimo que este país sofre, para convencer os mais coitados de que eles, sim, são os verdadeiros defensores dos interesses de S. Vicente, quando até agora o que se viu foi um mal amanhado conjunto de lugares comuns atirados para a comunicação social, que não são carne nem são peixe, não tomam partido, não dão o murro na mesa que se impõe.

2. Concorre-se, muitas vezes com a mesma cara, à Assembleia Nacional, ao Governo, à Câmara Municipal, à Presidência da República, consegue-se um tacho aqui e outro ali, mas ainda ninguém nos conseguiu mostrar como é possível estar-se em dois lugares ao mesmo tempo, como se podem defender os interesses desta ilha e deste povo quando a sensação que nos dá é que cada um está mas é a tratar da sua vidinha, que isto não está fácil para ninguém, há que aproveitar enquanto se consegue enganar os filhos de cada um e os netos de cada qual.

3. Na Câmara Municipal, a situação não é melhor. A vergonhosa trapalhada da venda de terrenos, o aproveitamento político que esta situação tem originado, o vazio de poder, a bandalheira que grassa por aquelas bandas, só nos permite temer o pior. O Governo, por outro lado, também não entendeu ainda do que S. Vicente precisa e reclama. Só para dar um exemplo que me toca particularmente, considero que anunciar um Palácio da Cultura novo com o cine-teatro Éden Park, o maior símbolo patrimonial da história desta ilha, a apodrecer aos olhos de todos na principal praça da cidade, só pode ser uma piada de mau gosto.

4. Ou seja, como diria o povo, estamos entregues à bicharada. Ou para ser ainda mais directo, estamos fodidos e mal pagos.  Portanto, quando vejo um movimento cívico a surgir para dar um grito contra este estado lastimável de coisas só podia me manifestar a favor. Porque nesta história ninguém é inocente, ninguém. Nem os ministros amarelos, nem os vereadores verdes, nem os ditos defensores dos pobres que nunca defendem coisa nenhuma a não ser os seus próprios interesses pessoais, muito menos a própria população que parece querer acordar só quando há festa da boa. Acorda Monte Cara sim. Já é tempo de darmos o nosso grito e não é de hoje.

5, A primeira ideia é organizar «uma manifestação para acordar São Vicente contra o abandono do Governo e traição por parte da Câmara Municipal de São Vicente». Mas uma manifestação que fique na história desta ilha. Uma coisa em grande. Porque é triste se pensarmos que a maior manifestação a que tivemos oportunidade de assistir durante os últimos 15 anos foi aquela motivada pela proibição da emissão da televisão do Pulu, porque por causa dessa proibição esse mesmo povo deixou de poder ver novelas, filmes e futebol. E de vez em quando uma reportagem sobre baleias a morrer na praia da Lajinha. Portanto, urge, e já de faz tarde, uma profunda mudança de mentalidades.  Porque estamos a ser comidos à grande e à francesa e ainda fazemos a festa com isso. Não pode ser.

6. Nascido na rede social Facebook, o movimento cívico Cordá Monte Cara anuncia: “decidiu-se que vamos à luta com força e contamos com o apoio positivo de todos os que amam São Vicente, vamos à luta em forma de protesto sim, mas sobretudo vamos à luta em forma de contribuição positiva, apresentar soluções, fazer valer a nossa presença como povo desta ilha!” A opção por uma manifestação de rua é explicada da seguinte forma: “decidimos que iremos começar a nossa caminhada convocando uma manifestação de rua, uma manifestação essa que contamos com o apoio de todos, vamos ter de sair do espaço cibernético e materializar o nosso protesto, e ir levando as nossas preocupações a todos quantos nos puderem ouvir.”

7.Apoio incondicionalmente este movimento e as pessoas que o promovem. É uma vergonha o que se passa na nossa ilha, na nossa cidade. Não podemos pensar que somos um povo que apenas sabe festejar. Não podemos pensar que só conseguimos sair à rua no Carnaval ou na passagem do ano aos gritos que somos uma ilha sabe pa cagá. É preciso mais, muito mais. E eu iria mais longe: que este movimento seja transformado num partido e concorra às próximas eleições, que consiga colocar pelo menos um deputado na Assembleia Nacional que faça ouvir a sua voz e que seja uma pedrada no charco neste imenso lodo em que se transformou a política na ilha do Porto Grande. 

8. A próxima reunião é já amanhã, no dia 03 de Novembro, na sede da ADECO. Acordem! Participem, não se deixem ficar. Mostrem que ainda podemos ter alguma palavra a dizer. Para aderir ao movimento via Facebook, é só vir aqui. Acabar com a inércia, apresentar soluções. Está bom de comer e calar. Eu já aderi, e vocês?



You may also like

43 comentários:

Anónimo disse...

Joao, este teu texto lido com o sotaque do português de soncent(sim sim sim exite um sotaque do portugues de soncent) ta ficá sab pa cagá prop! uhhh nha mã ui fidj parida! Cordá mont cara

Álvaro Ludgero Andrade disse...

Prezado João, gostaria de estar lá também, só espero que não seja mais um movimento para pedir apoio, esperar um messias qualquer ou para acirrar ainda mais o bairrismo. É que neste país esperamos sempre pelos outros, nunca somos nós a dar os primeiros passos. Lembro-me de quando começamos o projecto de A Semana dos colegas que, convidados para o integrar, disseram que a imprensa privada e independente não funciona em Cabo Verde. E ficaram de fora...

Mantenhas

zito azevedo disse...

Ai vai mais uma achega com sotaque portugues com desejos de aderir, sem saber como...Aliás, quiz transpor o logo-tipo do movimento para os meus blogs e dou de caras com um peremptório "REJEITADO PELO SERVIDOR"...Porquê, não querem publicidade? Não percebo!...

Amílcar Tavares disse...

Gosto dos movimentos de cidadãos, por isso espero que este seja pro-activo e que tenha longa vida.

Anónimo disse...

Caro João,
Até alinharia neste movimento, mas tenho muitas dúvidas sobre este movimento e uma delas tem a ver com a sua emergência nesse período, praticamente, de campanha eleitoral. Por que surgiu neste momento? Quais as reais motivações deste movimento? Não serão de natureza eleitoralista? Não me parece ser um momento adequado para esse movimento a parecer
assim do nada. Há um ano e meio ou dois de certeza que alinharia. Para eles avançarem como partido seria uma péssima ideia neste momento, pois essas coisas de movimento em Cabo Verde, já sabemos como é que é. Movimentos são movimentos (passo o pleonasmo), não se sabe ideologicamente onde se situam, quais os planos, projectos concretos, e isso incomoda-me imenso. Depois esses movimentos dividem-se em um dois, três movimentos e o resto já sabemos, não dá em nada. Não estou pessimista com esse grupo, até aplaudo essa iniciativa (embora apareceu muito tarde). Mas, tenho muitas reticências com este movimento. De qualquer forma bom trabalho a todos desse movimento.
Espero que Soncente realmente acorde, de facto!, porque só tem acordado pelo festival da Baia, Carnaval, festas de fim do ano, noite das bruxas, outras festanças, e, como bem mencionaste, para reivindicar por um TV Pirata (vulgo, TV Pulu), que fazia imaginem?, publicidade! Que ridículo! Ganhavam dinheiro de forma ilegal. E quanto ao que é realmente necessário? O que se tem feito? Depois quando não se reivindica, não se trabalha para um Soncent melhor, procura-se um bode expiatório: Praia. Precisamos é fazer as coisas correctamente e não depender, totalmente, dos outros, isso sim é que falta a São Vicente!
Um abraço,
Flipôde da Silva.

Neves disse...

São Vicente chora muito como uma criança mimada, e sem razão. São Vicente é o segundo maior concelho de Cabo Verde em população, e logo em recursos humanos, porque a sua taxa de alfabetização é das mais elevadas no país, tem universidades, é o segundo maior mercado atrativo para investimentos e negócios, é a ilha onde se pode encontrar praticamente todos os organismos do Estado com delegações representadas e também sede de grandes empresas, tem grandes potencialidades a nivel de pescas, cultura, musica, tem o maior porto de Cabo Verde, pediu aeroporto internacional e já tem...
E eu pergunto, o que seria então das ilhas periféricas como Santo Antão, Maio, Brava, com essas potencialidades todas?? O que mais se quer de São Vicente para avançar?
Os Sãovicentinos reclamam de concentração e centralização de poderes só em Santiago (nisto estou de acordo), mas reparamos que eles são os principais contribuidores para isto, na medida em que os seus grandes quadros e intelectuais migram para Praia. Actualmente a cidade da Praia está cheia de sãovicentinos, que até os praienses já reclamam.
E reparam também que eles ocupam cargos importantes e de decisão, aliás a estrutura do Governo está rodeado de sãovicentinos, não sei como é que eles não fazem a cabeça do José Maria Neves...?

JB disse...

Neves, lá potencialidades, tem. Aí tens toda a razão, mas são aproveitadas? Que os sanvicentinos estão a emigrar todos para a Praia também já tinha reparado... e porque será? Deve ser porque na própria ilha há muitas perspectivas de emprego, claro! E o pessoal vai para a Praia por puro divertimento. Só falta dizer que o pessoal da CMSV também é todo sanvicentino Pudera. Esse é que é o problema. Ainda não reparáste? O problema neste momento são os sanvicentinos que estão nos diversos círculos do poder, sejam eles deputados, ministros, directores gerais ou vereadores. Anda tudo a tratar da vidinha e o povo que se amanhe. E devemos ficar calados? Criança mimada?

Dá um tempo!

Anónimo disse...

Gostei do artigo e sou um dos Montecarenses que vai lutar para o "cordá monte cara"! Gostaria de explicar ao Sr. anónimo que nada temos com partidos, o grupo há muito que vem tendo este tipo de conversa, não no FB mas em cafés, em conversas de amigos. Eu tenho a minha cor politica, mas acima de tudo quero São Vicente lá de cima! Ao primeiro sinal de tendências partidárias, serei dos primeiros a abandonar o grupo. Somos um grupo de jovens e muito jovens, que crescemos vendo que São Vicente há quase 30 anos está abandonada. Não apoiamos e nem somos apologistas do bairrismo antes pelo contrário, condenamos. Somos um movimento cívico que quer tirar Soncente desse deserto imposto pelos governantes lá na Praia. Por exemplo, gostaríamos de saber porquê que Soncente não pode ter uma televisão sua? Olha na Praia tem, RedeRecord Cabo Verde (transmite só pra Praia), tem TiVer, tem TV Chinês e falta-me outro que de momento não consigo lembrar! Então acham que Soncente não podia ter a TVP porquê? Exigiram que a TVP emitisse para pelo menos 80% do território nacional, coisa que nem a TV do estado consegue! Nos onda é levanta Soncente e tral desse penitencia! Cabo Verde ka é só Praia (nem o interior de Santiago é considerado CV para eles).

Milanka disse...

Flipode da Silva! Antes tarde do nunca!
Voçê espelha exactamente o problema deste país, corre nas veias de muitos a psicose de partidarização, para tudo, que as pessoas até perderam a capacidade de se unirem para o bem comum, porque tem medo de serem conotados a algum partido!
Corda Monte Cara é um grupo de jovens, maioritariamente mulheres,estamos de mangas arregaçadas em prol de uma luta que nos pertence, o bem da nossa ilha, temos o dever de lutar por São Vicente, porque somos mães, somos pais, queremos um futuro melhor para nossa ilha e para os nossos filhos!
Cordá Monte Cara move-se neste sentido SÃO VICENTE ACIMA DE TUDO!
Já o dissemos varias vezes e havemos de o dizer muitas mais vezes: Nós demarcamos qualquer conotação a qualquer partido politico, e mesmo que o fizéssemos,fazíamos em nome de Cordá Monte Cara! Talvez quem sabe as coisas mudassem de rumo!
Flipode da forma como falas parece que não estás em São Vicente, porque se estivesses poderias perceber o desespero em nos encontramos a nível de tudo, e cabe a nós o povo de São Vicente mudar o rumo desta afronta, e isso não vai passar por nenhum partido, ao contrario do que muitos de vocês pensam, isso vai passar pela consciencialização do povo de São Vicente ( algo que os partidos não incutem no povo em proveito próprio!) no sentido de assumirem o rumo das nossas vidas,porque tudo o que nós estamos a viver é consequência de um povo que não teve coragem, de reivindicar os seus direitos e de exigir e contribuir para que as coisas fossem feitas pelo bem de São Vicente!
CORDA MONTE CARA INCOMODA PORQUE ESTÁ A TENTAR MUDAR MENTALIDADES!
Nós não vamos a corrida eleitoral engrossar o bolo dos inconscientes, vamos sim estar atentos a tudo, dar a nossa contribuição positiva para de bem de São Vicente,quem quizer que se junte a nós!

Sandra disse...

Penso que cada um pode deixar seu comentario aqui porque todos têm o mesmo direito de expressar, afinal vivemos de uma forma democrática. Eu, só queria deixar o meu ponto de vista tendo em conta que já se vê opinões insinuando que este movimento surgiu exactamente mo período eleitoral com a possibilidade de ser de natureza eleitoralista. Caro Flipod Da Silva(Anónimo), este movimente não surgiu do nada, pois ja lá vai anos que este povo se manifesta o seu descontentamente de forma individual e foi como uma gota de água a encher o "saco" de cada um, o problema de vazamento de óleo na nossa estimada praia da laginha que já se vinha preocupando a população desta ilha que surgiu no Facebook um grupo indignado, cansado e revoltado de ver o que se tornou esta ilha, resolveram juntar e protestar EXCLUSIVAMENTE para São Vicente. Foi a forma que o grupo, inicialmente encontrou para UNIR as forças e protestar para sairemos desta coma profunda em que se encontra a ilha e ver se o povo da mesma ocorde e deixe de lado essa inercia em que se encontram. Todos que queiram juntar à nòs, são bemvindos ao movimento Cordá Monte Cara para vestir EXCLUSIVAMENTE uma camisola de S.O.S. São Vicente.

Sandra Brigham

Anónimo disse...

Caro Flipôde da Silva,

Parece ter receio que um movimento destes possa interferir com a campanha do seu partido (porque ficou claro qual é o seu). Este movimento, ao contrário, da areia que nos quer atirar aos olhos não tem por objectivo interferir nas picuinhices partidárias mas sim defender uma ilha, um país. Porque o mesmo que se passa com São Vicente, acontece nas outras ilhas. Passando as campanhas, volta tudo ao mesmo. Mas isto é como tudo: Água mole em cabeça dura... temos a cabeça dormente de demagogias baratas como a sua. Queremos lutar por algo que está no nosso direito e, se só agora nos insurgimos contra os males implantados é porque a paciência tem limites. Damos o exemplo para que as outras abandonadas ilhas possam também acordar. Parece-me que o vosso receio é que este acordar generalizado vos possa afectar nos tachos, nos bancos, e nas casas. Quanto à possibilidade de desmembramento do Movimento Cordá Monte Cara, aguarde para ver.
E, já que falou da suposta ilegalidade da TVP, pergunto-lhe qual é a televisão do Estado, qual é ela que foi a primeira televisão do mundo a transmitir o filme Avatar (e outros mais), quando esse filme ainda estava em exibição nos cinemas de todo o mundo. Pirataria é ilegal. E termos uma televisão pública que emite filmes resultantes de piratarias faz dessa instituição uma patrocinadora de ilegalidades. Ainda mais quando essa televisão vai aos nossos bolsos buscar o dinheiro para alugar DVDs piratas. E olhe que é a televisão do ESTADO, minto, do partido que estiver no poder. Qual é a verdadeira televisão Pirata? Quem é o rídiculo nesta estória?
Há casos em que é melhor ser um flipode calode. Agora cale-se!!!

Anónimo disse...

Eu estou com o movimento Cordá Monte Cara e para mim está claro como água o que o Flipód da Silva pretende com o seu comentário. Este Flipód, porque não vê nada mais à sua frente que não a defesa do seu partido do coração, julga as pessoas pela sua bitola. Mas não, este movimento é apartidário, cívico, em prol de S.Vicente. E mais, ela quer mesmo é levantar dúvidas na cabeça das pessoas relativo a este movimento,para que não haja adesão das pessoas que vivem caladas, com medo serem conotadas com algum partido político para não sofrer represálias, uma vez que nesta pseudo democracia em que vivemos,já voltamos a ter medo de falar. Bem, em suma, o comentário do Flipód da Silva encerra uma mensagem subliminar. O que ela quer mesmo é que este movimento não dê certo para seu regozijo, e de outros. Má bô tâ fcá kês graça!!!

Más do k Flipáda Ferreira

Anónimo disse...

Caro Flipód,

A propósito do que você disse, que em S. Vicente não se trabalha, gostaria que me respondesse uma adivinha! Adivinha, adivinha, quem é a pessoa, quem é ela, que "trabalha" numa entidade estatal, remunerada com o dinheiro de todos os contribuintes mas, que passa a vida na internet, nos sites sociais, nos jornais e nos blogs a fazer campanha política a favor do seu PAICV? A propósito, o que é que esta Entidade está a fazer em prol do Turismo da zona mais a Norte de C.V.? Se não está a criar nada, não está a promover nada, então qual é a razão da sua existência em S.V.? Claro Nepotismo!!! Esta adivinhei eu, adivinhe lá você a primeira parte.

Más do k Flipód Ferreira

Neves disse...

JB,

Eu não sou contra a ideia de organizar uma manifestação, até porque nos dias de hoje, o que mais acontece na sociedade e classe trabalhadora, são manifestações, greves, revindicações, etc. etc., na busca dos direitos. Na minha opinião eu apenas queria transparecer e mostrar as várias oportunidades e potencialidades que a ilha tem, que ao meu ver passam despercebidads, meio ocultas por por parte dos sãovicentinos, que como bem disseste, não são aproveitadas.
Eu utilizei a espressão "criança mimada" no sentido figurativo, e nunca como ofensa. Porque o que tenho reparado, em Cabo Verde, a nível das câmaras municipais (todas) e seus empresarios e operadoes, face à problematica da centralização do poder na Praia, é que andam de "braços cruzados", a espera do Governo por tudo e por nada.

Anónimo disse...

João, oh k crónica desaforada sáb na mei d`mund! Tud pel d`nha corp já arrepia. Oh k`ma jám fcá content k já parcê gente sem med d`falá pâ levantá cara d`nôs Soncent. Nôs ê um pov sab, alegre, criative,chei d`ideia, má ês kre calá nôs, ês krê pagá memória cultural d`Soncent!Ka nô tchá,ka nô tchá! Jovens e menos jovens, nô juntá môn porque a união é que faz a força. Nô bá, nô bá, adiante, sem med, porque med ê pior inimig d`Homem!

Anónimo disse...

Pa kel senhor flipode da silva! Bocê lembra que na história de Cabo Verde, quase tudo o quê contra prepotencia de quem ta na governo começá li na Soncente! 1ªZona Libertada, 1ª Manifestação de jovens, 1ºs homens a luta sem trégua e pondo ses vida em risco, contra ditadura de 1ª Républica era tude dali, ou bzot cre ou não, nôs é um povo (Montecarenses) que ka ta pactuá com injuria, e otes blú. Move é lavanta Soncente e no ta esperá que outras ilhas ta segui nos exemplo! TVP SIM, TVEC NÃO!

Anónimo disse...

Senhor Neves, palavras faladas não voltam atrás. Mas não surtiu o efeito que você queria. Manifestações, greves, reividicações, são direitos consagrados aos cidadãos, nas leis de países democráticos, portanto, acho que estamos dentro do nosso direito. A não ser que comecemos a questionar a democracia do nosso país!! Meu caro, os olhos que você tem para ver as oportunidades e potencialidades que S. Vicente tem, nós também os temos. Mas, o que acontece é que, o que se calhar, o senhor não quer ver, é que o Governo não investe em S. Vicente e ainda para mais, cercea, das mais variadas formas, as mãos de quem quer trabalhar em prol de S. Vicente.
Quanto à expressão "criança mimada" que utilizou, foi muito infeliz da sua parte. A meu ver, em vez de "criança mimada" devia falar de "pai ditador".

Más k Flipáda Ferreira

Pss disse...

A criação de um movimento cívico aparentemente seria de louvar. Mas...começar a falar que fomos abandonados pelo governo e pela Câmara é uma postura de vitimização que não se coaduna com um movimento cívico, ou estarei enganado? Digo isso apesar de não ter gostado nadinha da expressão de um comentador que diz "São Vicente chora muito como uma criança mimada, e sem razão" (e agora um a parte, aposto que esse comentador vive na Praia e ainda aposto a dobrar que ele ou é de S.Vicente ou é de Santo Antão).
Será que Barack Obama quando iniciou na vida política que o levaria a deputado, a Senador e depois a Presidente foi com essa choradeira “ah eu sou um pretinho, ninguém gosta de mim, fui abandonado, sou um coitadinho”, ou ele conseguiu produzir actos e discursos que galvanizaram um massa enorme de seguidores das mais diversas proveniências? E seguidores que não ficaram só no Facebook.
Dou no entanto parabéns pela iniciativa pois penso que será um embrião de algo importante para S.Vicente. A via de S.Vicente tem de ser uma luta pela autonomia. Autonomia de pensamento. (Não podemos estar permanentemente a viver a pensar na Capital), uma autonomia económica. E claro isso pressupõe trabalho árduo e gente honesta, coisa que não abunda muito por estes lados de S.Vicente nos últimos tempos portanto daí haver espaço para implantar um movimento de educação das mentes. É que não se pode lutar por uma autonomia e ao mesmo tempo ir dizendo que o governo central e centralizador nos abandonou. Autonomia pressupõe que temos nós mesmos de procurar tomar o nosso destino nas nossas mãos, isso no contexto de Cabo Verde. Temos que ser empreendedores. Temos que ser trabalhadores, temos que ser honestos. Reparem que há grandes empresários em S.vicente que não paguem um tostão de impostos. E serão esses tipos que amanhã vão gritar que S.Vicente está a morrer. Há gente cuja palavra trabalho árduo lhes faz ficar doente. E são muitos desses os primeiros a barafustar que em S.Vicente há muito desemprego.
Manifestação é algo para reivindicar política e fazer politiquices e politicagem e disso podem crer está quase toda a gente farta mesmo estando de acordo com a necessidade de tirar S.Vicente desse marasmo. Eu para manifestações não ponho lá os pés. Para outras acções verdadeiramente de um movimento de cidadãos podem contar comigo.

Pss disse...

Manifestação é algo para reivindicar política e fazer politiquices e politicagem e disso podem crer está quase toda a gente farta mesmo estando de acordo com a necessidade de tirar S.Vicente desse marasmo.
Para manifestação não ponho lá os pés. Quando houver verdadeiras acções de cidadania podem contar comigo.

Pss disse...

Dou no entanto parabéns pela iniciativa pois penso que será um embrião de algo importante para S.Vicente. A via de S.Vicente tem de ser uma luta pela autonomia. Autonomia de pensamento. (Não podemos estar permanentemente a viver a pensar na Capital), uma autonomia económica. E claro isso pressupõe trabalho árduo e gente honesta, coisa que não abunda muito por estes lados de S.Vicente nos últimos tempos portanto daí haver espaço para implantar um movimento de educação das mentes. É que não se pode lutar por uma autonomia e ao mesmo tempo ir dizendo que o governo central e centralizador nos abandonou. Autonomia pressupõe que temos nós mesmos de procurar tomar o nosso destino nas nossas mãos, isso no contexto de Cabo Verde. Temos que ser empreendedores. Temos que ser trabalhadores, temos que ser honestos. Reparem que há grandes empresários em S.vicente que não paguem um tostão de impostos. E serão esses tipos que amanhã vão gritar que S.Vicente está a morrer. Há gente cuja palavra trabalho árduo lhes faz ficar doente. E são muitos desses os primeiros a barafustar que em S.Vicente há muito desemprego. Portanto não podemos continuar todos os anos para Carnaval, Festival, Sanjon e ... Mindelact por batucada e gritar "Soncent e sabe pa cagá" e passado estes eventos cruzar os bracinhos e esperar para "governo" e "câmara" vir fazer-nos a papinha e por-nos na boca. Esse movimento deveria antes era ser chamado "VAMOS ACORDAR E TRABALHAR MONTE CARA"

Anónimo disse...

Falar de factos concretos que estão aos olhos de todos é fazermo-nos de vitímas? Tenha santa paciência! Arranje outros argumentos porque " enquanto os cães ladram a caravana passa". Na verdade o que está a incomodar-te a ti e a muita gente, é o facto de terem-se levantado vozes contra a prepotência do Governo.

Até parece que tu andas a trabalhar! Andas mas é a aquecer a cadeira e a lamber as botas das gentes do Governo.E olhem-me só quem fala em politiquices, o mestre! Sabe, é que não temos sangue de barata, retorquimos na mesma moeda!

Quanto aos grantes empresários que não pagam um tostão de impostos, estes devem ser os da Praia, porque aqui em S. Vicente, até vendedera de balói ta bdid pa pagá imposto. Valha-nos Deus! Ainda relativamente a esta questão, deve saber o significado de mercado informal, não sabe!? Pois, o maior tecido do mercado informal de C.V. situa-se em Santiago, campo propício para a fuga aos impostos.
Tá bom! Bá dá volta bô tcha gent tsegód!

Más k Flipáda Ferreira

Mic Francês disse...

Queixar-se das poucas iniciativas das autoridades e ao mesmo tempo protestar contra a possivel venda de Cabnave aos chineses ("povo com poucos cuidados higiénicos" citando a Shandoka, uma das lideres da associação) e gritar "Laginha em perigo", é uma coisa que me deixa pelo menos perplexo... Seria melhor de deixar Cabnave ir na falhança?

JB disse...

Vamos manter um certo nivel neste debate? Porque a mudança de mentalidades também passa por aí: aceitar a opinião do outro sem ter que estar com a mão cheia de pedras.

Abraço a todos

Anónimo disse...

Eu pensei que esse movimento tinha gente com idéias. Reparem na profundidade desse raciocínio aqui que suponho embora "anónimo" (Ainda Cafémargoso publica comentários anónimos ?) é de gente desse "Movimento" "Até parece que tu andas a trabalhar! Andas mas é a aquecer a cadeira e a lamber as botas das gentes do Governo".

Sem comentários.

Reparem em mais esta pérola "Quanto aos grantes empresários que não pagam um tostão de impostos, estes devem ser os da Praia, porque aqui em S. Vicente, até vendedera de balói ta bdid pa pagá imposto." Com que então o movimento é isso ?

Patético pá !!

Agora aqui vai a Lista de grandes empresários que não pagam ou não querem pagar impostos: Vlú (Agência Viking - devem milhões de contos ás finanças) Cabral (Despachante), António Feijoada e Companhia da empresa PCF (os donos do grande prédio atrás de Electra), querem mais ? Querem mais ? Vlú, Manel Cabral e António Feijoada e as repectivas empresas devem estar todos juntos a dever para cima de 100 mil contos de IUR. E essa pateta Ferreira fala de ... vendera de balói !

JB disse...

Os comentários a que te referes vem assinados. O teu é que não. E só é publicado para depois não virem aqui falar de censura, já que contrarias ideias e pontos de vistas de outros.

Mas bem que podias identificar-te. Nota-se que és alguém muito bem informado. Tens medo de quê? As pessoas, no Mindelo, andam com medo de quê?

Pss disse...

Estamos a procurar o melhor para S.Vicente. Todos quer dizer quase todos, há muitos que estão á procura do melhor para seu bolso. Eu desde que comento no Café margoso Defendo S.Vicente "contra tudo e contra os tolos". Mas pronto vamos a bem de S.Vicente fazer algo. Vamos todos apoiar a iniciativa sem discussões que são necessárias mas que já está visto que algumas mentes mais pueris não estão preparadas. Vamos portanto todos manifestar. Vamos gritar. Vamos dizer basta de fingir de mortos. Vamos todos Gritar S.Vicente Cordá !!! Já agora e baseado Nesta Notícia e numa outra recente que o Primeiro Ministro botava discurso bonito na primeira pedra do chamado Estádio Nacional (Nacional portanto na Praia claro está) devia-se simbolicamente marcar a manifestação em frente ao Centro de Estágios.
Pensando melhor, eu já aderi ao MC2 = Movimento Cordá Monte Cara ! Mas acrescento. Cordá Monte Cara para Trabalhar ! Pois sabura de so gritá Soncent e sabe pa cagá ca ti ta dá !

E fica aqui palavras de Racionais MC:

Vamos acordar, vamos acordar, agora vem com a sua
cara, sou mais
você nessa guerra, a preguiça é inimiga da vitória, o fraco não
tem espaço e o covarde morre sem tentar. Não vou te enganar, o bagulho ta doido
e eu não
confio em ninguém, nem em você, os inimigos vêm de graça, é a
selva de pedra,
eles matam os humildes demais, você é do tamanho do seu sonho, faz
o certo,
faz a sua, vamo acordar, vamo acordar, cabeça erguida, olhar
sincero, ta com
medo de quê? Nunca foi fácil, junta os seus pedaços e desce pra
arena, mas
lembre-se: aconteça o que acontecer nada como um dia após outro
dia."

Anónimo disse...

Peço desculpas aos fundadores do movimento Cordá Monte Cara, porque às vezes respondemos a provocações e sem nos dar-mos conta acabamos por nos igualar aos provocadores. Enfim! Já percebi o nível da pessoa que está muito bem informada das dívidas dos empresários de S.Vicente, e de facto, como disse o João Branco, há que manter o nível.

Não respondo mais a provocações.

Queria deixar este pensamento para reflexão:" Falar, até que falas bem, mas, agir em conformidade com o que dizes é que já são outros quinhentos".

Más k Flipáda Ferreira

Clark Gable disse...

Frankly, my dear, I don't give a damn!

Anónimo disse...

Caro JB,
Comentei com serenidade, mas confesso que é difícil continuar o debate, pois alguns não rebatem os argumentos, fazendo o mais fácil atribuindo-me um partido politico (?), conhecem-me por acaso? Como podem fazê-lo? Dizem que pelo visto não vivo em Mindelo, m ta li na Soncent sim!, e estou bem atento ao que se passa li na Soncent.
Pelas repostas de algumas pessoas (repito algumas pessoas!, sim porque só conheço os que aqui da sés fala) fico preocupado com o nível de alguns de vocês. Não sou contra esse movimento, que fique claro! Até aplaudi, acho que não leram o que comentei. Digo e repito mil vezes se quiserem: acho extemporâneo a manifestação e as actividades do mov. Monte Cara neste período eleitoral! Há pessoas aqui sim que parece não viver em Cabo Verde, para saber que se nos períodos não-eleitorais as pessoas politizam tudo, mais ainda o fazem no período das campanhas. Numa outra altura contem comigo para actividades para o dinamismo de São Vicente. Agora não.
Más k Ferreira da Silva, não desejei desgraça ao movimento, pelo contrário até disse “De qualquer forma bom trabalho a todos desse movimento.” Não leste? Que pena...
Más k Ferreira da Silva, onde é que eu disse que não se trabalha em Soncent? O que sublinhei é que: “Espero que Soncente realmente acorde, de facto!, porque só tem acordado pelo festival da Baia, Carnaval, festas de fim do ano, noite das bruxas, outras festanças.” Disse alguma mentira? Para uma festa qualquer na Rua de Lisboa, milhares aparecem, não é?
O que vi em alguns comentários é realmente a lógica partidária a emanar do tipo “se esse nos critica é porque é contra nós”, “ah, é do partido do governo”, nah pessoal, sinceramente! Para outros eu seria da oposição, se apoiasse totalmente o movimento, enfim...
Querem mesmo saber, estarei out das campanhas e quejandos.
Outras pessoas aqui defendem algo indefensável as ilegalidades da TVP (fazendo publicidades sendo que não estava legalizado para fazê-las), dizendo que se RTC faz pirataria por que TVP não a podia fazer? Se a RTC faz deve ser penalizado por fazê-lo. Querem é justificar um mal com outro mal? Sejam coerentes! Mas, antes há algo por fazer, que é provar que a TCV anda a fazer pirataria, relativamente aos filmes. Não é dizer que faz pirataria e sem provas nenhumas, vivemos num Estado de Direito e não é abrir a boca e dizer que se faz isso mais aquilo e sem se provar nada. De qualquer forma, essa questão tem de ser esclarecida pelos seus responsáveis, porque me canso facilmente de boatos e panfletos. Agora se existem pessoas nesse movimento que defendem ilegalidades, aumenta mais ainda as minhas reticências em relação ao movimento. Outro está preocupados porque Soncent não têm televisões privadas? Essas são as reais preocupações de alguns membros de Mov.? Digam-me, por favor. Existem pessoas que nem “um dia de traboi es ta tra” e reclamam por mais televisões que trazem muito lixo à mistura? Fiquem preocupados com o desemprego, e o que podemos fazer para o atenuar e falta de algum espírito criativo endógeno do que com televisões chinesas etc. etc, ok? Fico preocupado com algo recorrente em alguns comentários, a preocupação de alguns é porque Praia tem isso mais aquilo, preocupemos em construir e lamentar menos!, essa de porque Praia isso mais aquilo já cansa! Criemos coisas, sirva-vos o bom exemplo do filme que vais ser exibido na sexta-feira, que com poucos recursos fizeram um filme, isso sim se chama ousadia de alguns mindelenses.
Fico por aqui, acho que fui pouco compreendido, mal interpretado, arranjaram-me um partido (do coração, ?), houve baixarias, principalmente da Más k Ferreira da Silva, que não parece estar habituada à frontalidade e confrontação de ideias, cujos comentários não me parecem ser tão neutros como pretende.
Bzot fca dret!
Flipôde da Silva (Aka Waka Waka).

Anónimo disse...

Caro JB,
Comentei com serenidade, mas confesso que é difícil continuar o debate, pois alguns não rebatem os argumentos, fazendo o mais fácil atribuindo-me um partido politico (?), conhecem-me por acaso? Como podem fazê-lo? Dizem que pelo visto não vivo em Mindelo, moro li na Soncent sim!, e estou bem atento ao que se passa li na town.
Pelas repostas de algumas pessoas (repito algumas pessoas!, sim porque só conheço os que aqui da sés fala) fico preocupado com o nível de mentalidade alguns de vocês. Não sou contra esse movimento, que fique claro! Até aplaudi, acho que não leram o que comentei. Digo e repito mil vezes se quiserem: acho extemporâneo a manifestação e as actividades do mov. Monte Cara neste período eleitoral! Há pessoas aqui, sim, que parecem não viver em Cabo Verde, para saber que se nos períodos não-eleitorais as pessoas politizam tudo, mais ainda o fazem no período das campanhas. Numa outra altura contem comigo para actividades e projectos que dinamize São Vicente. Agora não, tempo de campanha não.
Más k Ferreira da Silva não desejei desgraça ao movimento, pelo contrário até disse “De qualquer forma bom trabalho a todos desse movimento.” Não leste? Que pena...
Más k Ferreira da Silva, onde é que eu disse que não se trabalha em Soncent? O que sublinhei é que: “Espero que Soncente realmente acorde, de facto!, porque só tem acordado pelo festival da Baia, Carnaval, festas de fim do ano, noite das bruxas, outras festanças.” Disse alguma mentira? Para uma festa qualquer na Rua de Lisboa, milhares aparecem, não é?
O que vi em alguns comentários é realmente a lógica partidária a emanar do tipo “se esse nos critica é porque é contra nós”, “ah, este tipo é do partido que sustenta o governo”, nah pessoal, sinceramente! Para outros eu seria da oposição, se apoiasse totalmente o movimento, enfim... bzot para de pasta! Querem mesmo saber? Estarei out das campanhas e quejandos.
Com continuação...
Flipôde da Silva (Aka Waka Waka).

Anónimo disse...

Outras pessoas aqui defendem algo indefensável as ilegalidades da TVP (que fazia publicidades sendo que não estava legalizado para fazê-las), dizendo que se RTC faz pirataria por que TVP não a podia fazer? Se a RTC faz deve ser penalizada por fazê-lo. Querem é justificar um mal com outro mal? Sejam coerentes! Mas, antes há algo por fazer, que é provar que a TCV anda a fazer pirataria, relativamente aos filmes. Não é dizer que se faz pirataria e sem provas nenhuma. Vivemos num Estado de Direito e não se deve abrir a boca à toa e dizer que se faz isso mais aquilo e sem se provar nada. De qualquer forma, essa questão tem de ser esclarecida pelos seus responsáveis, porque me canso facilmente de boatos e panfletos. Agora se existem pessoas nesse movimento que defendem ilegalidades, aumenta mais ainda as minhas reticências em relação ao movimento.
Outro está preocupado porque Soncent não tem televisões privadas? Essas são as reais preocupações de alguns membros de Mov.CMC? Existem pessoas que nem “um dia de traboi es ta tra” e reclamam e preocupam-se por mais televisões que trazem muito lixo à mistura? Fiquem preocupados é com o desemprego, e arranjemos formas de atenuá-lo, preocupem-se sim mais com a falta de algum espírito criativo endógeno do que com a entrada de televisões chinesas no Mindelo etc. etc, ok?
Fico atónito com algo recorrente em alguns dos vossos comentários, a preocupação de alguns é porque Praia tem isso mais aquilo, preocupemos em construir e dinamizar as coisas li na town, essa de porque Praia isso mais aquilo já cansa! Criemos coisas, sirva-vos o bom exemplo do filme que vai ser exibido na sexta-feira, que com poucos recursos fizeram um filme, isso sim se chama ousadia de alguns mindelenses.
Fico por aqui, acho que fui pouco compreendido, mal interpretado, arranjaram-me um partido (do coração, imaginem?, Não me arranjam um outro do pulmão?), houve baixarias, principalmente da Más k Ferreira da Silva, que não parece estar habituada à frontalidade e confrontação de ideias, e cujos comentários não me parecem ser tão neutros como pretende.
Ao anónimo (a) que me mandou calar: é membro do Mov.CMC? Espero que não porque com essas atitudes estalinistas e ditatoriais vais afastar muita gente do Mov. CMC, de certeza. Estás pouco acostumado (a) à liberdade de expressão? Espero que alguns membros do Mov. te chame atenção e repenses a tua posição, fica feio mandar calar. Adés!, foi só nha opinião, nada mais!
Flipôde da Silva (Aka Waka Waka).

Anónimo disse...

Querem mesmo saber? Estarei out das campanhas e quejandos, portanto, bzot para de pasta e de oia fantasmas.
Ao anónimo (a) que me mandou calar: é membro do Mov.CMC? Espero que não porque com essas atitudes estalinistas e ditatoriais, vais afastar muita gente do Mov., de certeza. Estás pouco acostumado (a) à liberdade de expressão? Espero que alguns membros do Mov. CMC te chame atenção e repenses a tua posição, fica feio mandar calar. Adés!, foi só nha opinião, nada mais!
Flipôde da Silva (Aka Waka Waka).

Anónimo disse...

É a primeira vez que visito este Blog.
Vamos ao que interessa:
São Vicente tem solução?
Sim tem!
Vamos trabalhar em prol do desenvolvimento da nossa ilha.
Somos orgulhosos por sermos Mindelenses e vamos ser mais orgulhosos ainda quando conseguirmos acordar S.Vicente.
Viva iniciativa Cordá Monte Cara!!
Abraços,
RAF

o cachaceiro disse...

Caro João, li o texto e tive o prazer de a deliciar nas crónicas do Café Margoso de manha logo cedo, e confesso que isto tem um sabor singular porque vem de manhãzinha enquanto ainda estou a lutar com a cama, a pedir mais uns minutinhos ao lado da minha mulher. Agora eu entendo o que significa Pátria, porque estou longe apesar de estar geograficamente perto. Num momento como este sinto a necessidade de ir a procura dos relatos sobre a revolta do Capitão Ambrósio e eis que encontro este:" É uma iniciativa do Ministério da Cultura: que Cabo Verde tenha um grande monumento à Liberdade e um monumento ao mítico Capitão Ambrósio. O Ministério de Manuel Veiga irá, para o efeito, lançar dois concursos: um, internacional, para o monumento à Liberdade; outro, de âmbito nacional, para o monumento ao Capitão Ambrósio. Admite-se que os dois monumentos possam estar erigidos em 2010." Fonte: http://liberal.sapo.cv/noticia.asp?idEdicao=50&id=15801&idSeccao=441&Action=noticia, há ver vamos...
Referis-te ao dia da manifestação da TVP- Televisão do Pulú, recordo que neste dia estava na Pracinha do Liceu Velho com o meu grande mestre Alexandre Pinheiro e quando reparei na moldura Humana acreditei que soncente quando quer vai a Luta, sem medo, com objectivo. Agora surgiu este (mais um) movimento cívico, que nasce a partir de algo inédito em Cabo verde, ou seja nasce a partir do anonimato virtual, apesar de antes ter havido a petição on-line sobre o Éden-Park que também mobilizou gentes outra sobre "o logo marca" Mas este conseguiu transpor a barreira virtual para o real, porque todos entenderam e entendem que é urgente resgatar Mindelo das garras daqueles que nós confiamos os destinos desta querida Menina do atlântico. Neste momento só me vem a cabeça aquilo que deve ser feito, porque culpados se os formos procurar, todos somos, todos temos culpa no cartório, por isso eu também estou alinhado nesta trincheira nem que seja apenas para distribuir água aos tombados nesta guerra.

Soda Cáustica disse...

Já tinha saudades do meu novel passatempo: seguir o Cordá Monte Cara, de longe, atrás do monitor, na mais pura coscuvelhice de ler os comentários às notícias desse novo movimento. João Branco escreveu e comentadores desaforados foram 32. Alguns bem margosos, amagurados, outros. A Semana publicou um texto de Constânça e (catrapum!!): 100 comentários.

Cordá Monte Cara ainda não fez nada de visível, nem palpavel. Mas já mexeu com muita alma, já acordou politicos do marasmo, despertou candidatos a tachos, abriu os olhos a medrosos. E fez muito. Pode não fazer mais nada porque já sacudiu com muito.

E começou a corrida politica de ver qual é o partido que se irá juntar à coisa. Nenhum, segundo me foi dado a saber em conversa telefonica com uma das pessoas que fazem parte da organização. Do tempo que vivi em São Vicente, aprendi uma das maiores artes mindelenses: tma boné. E faço desta arte uma maior arte porque tenho sede, fome e outras necessidades de saber tudo. A verdade, é que nos comentários que li, nos textos referidos, já houve uns que defenderam que o partido camarário não teve culpa das inutilidades que fez e das utilidades que não fez. Chegou-se mesmo a ventilar que a ausente edil seria inocente e até uma aliada poderosa. Outros dizem que a culpa do desmaio de São Vicente não pode ser imputada ao Governo que tudo fez e mais não deu porque o povo não quis. O povo??? Houve uns quantos comentadores que tentaram puxar a braza para a UCID por ser defensora dos jovens e outros blá-blás. Tenham paciência.

O movimento Cordá Monte Cara berra que não é político (o que pode não ser completamente verdade) e que é completamente apartidarizado (o que eu já acredito) e algumas pessoas já parecem estar num leilão para ver se compram a sua simpatia. Na maioria dos casos, parece-me, existe um medo terrivel do poder que um levantamento popular pode representar para as aspirações políticas de cada um dos concorrentes a nada fazer. Já começo a pensar que se o Cordá Monte Cara se candidatasse hoje à Câmara, ganhava. Mas não o fará. Não parece ser esse o objectivo mas podem crer que já houve gente que identificou as vantagens que tal movimento pode representar. E querem tudo para eles, para mais tarde atirarem areia aos olhos da montanha e seguirem em frente. Nada disso.
http://soda.blogs.sapo.cv/

Soda Cáustica disse...

Já tinha saudades do meu novel passatempo: seguir o Cordá Monte Cara, de longe, atrás do monitor, na mais pura coscuvelhice de ler os comentários às notícias desse novo movimento. João Branco escreveu e comentadores desaforados foram 32. Alguns bem margosos, amagurados, outros. A Semana publicou um texto de Constânça e (catrapum!!): 100 comentários.
Cordá Monte Cara ainda não fez nada de visível, nem palpavel. Mas já mexeu com muita alma, já acordou politicos do marasmo, despertou candidatos a tachos, abriu os olhos a medrosos. E fez muito. Pode não fazer mais nada porque já sacudiu com muito.
http://soda.blogs.sapo.cv/

Pss disse...

Ya, ya ! Chega de conversa fiada. Eu também era daqueles que estava aqui a questionar (legitimamentem e coisas pertinentes, pelos menos do meu ponto de vista). E depois parei e pensei: espera aí. Vamos agir e acordarmos dessa letargia ou vamos ficar aqui, qual Velhos de Restelo, com ses e mais ses. Por isso chega de conversa: vamos Movimentar, e como se diz em Alupeki "quel qui ta dá, ta dá", sem medo, sem medo de ninguém, peito aberto e principalmente sem medo de sermos felizes ! S.Vicente merece.

Grace disse...

Muito contente por saber que hajam iniciativas do género,porque aconteça o que acontecer é uma iniciativa que da que pensar e que falar, e esprero que acorde muita boa gente porque se ñ lutarmos pelo que é nosso ninguém lutará.

Porque te na hora de para de reclama sentote ne ponta de esquina e de levanta nos voz ne ruas de mindelo

e pessoal por favor, no junta mom pe nos terra, iniciativa ê de louvar, bzote foca ne tema desse causa sem estote te mistura isso e aquilo. por isso k kel terra k te ba pe frente te parce um te levanta voz sem mede el ê quas apedrejode ne praça publica

E meus parabéns aos fundadores, porque aja coragem para enfrentar todos os que so sabem ser do contra

o cachaceiro disse...

Este, para o bem ou para o mal é o meu povo. Se não sou de acordo é porque sou MPD se sou de acordo é porque sou PAICV se sou indeciso é porque sou UCID. Agora me vem a cabeça a questão partidária de Deus e do Diabo. Indo por essa lógica Deus é PAICV, Diabo MPD e UCID ateu. Tem gente que parece terem vindo de uma linha de montagem, com pensamentos e crenças pré-programada, com um espírito de betão tão duro que as novas ideias são incapazes de serem assimiladas. Cá por mim este movimento vem tarde, porque o povo Mindelense é caracterizado pelo seu sangue efervescente que corre nas veias, mas ultimamente tem estado numa letargia tal que é incapaz de se levantar e gritar um "CHEGA" Mas o que será que incómoda os ditos "preocupados?", afinal o povo já não pode manifestar-se sem ser conotado com partido tal, apoiado por beltrano, influenciado por sicrano, etc. Para mim o que nasce do povo é uma criança virgem sem cor sem rancor e sem medo de ir a luta. Viva Cordá monte Cara. A proposito, o meu partido é o P.U.T.A.

Robert De Niro disse...

You talkin' to me? You talkin' to me? You talkin' to me? Then who the hell else are you talkin' to? You talkin' to me? Well I'm the only one here. Who the fuck do you think you're talking to?

Anónimo disse...

Axo que tem gente li que por falta de informção esh ta fala so pa fala! Por acaso se bôcê tava informode bôcê ka tava justifica kel xtória de TVP. Púlu deslocá pa Praia pa legalizá TVP untom esh exigil que el tinha que cubri 80%, xpiá 80% doterritório nacional que emissão de TVP, coisa qu nem a propria TVEC consegue! TVEC t passa só file pirata, ou bôcê ka para ninhum vez pa oiá até gente ta passa pa frente na ecrã de boce tv. filmes filmado dentro de cinema! risaradas, legendas mal escritos e mal sincronizados, imagens de pessima qualidade. Caro, na qualque video clube boce ta otchá igualzin a kel de TVEC. AVATAR estreiá na merca e 5 dias depois TVEC tava ta passal, filme de má qualidade de som, imagem, legenda e que cabeça de pessoas ta passa ta corta ecrã! Na cidade da Praia boe tem, TIVER, REDE RECOR CABO VERDE(transmite só pa Praia), tem CANAL CHINÊS E TEM STV! Poruqê? Cabo Verde por acaso é só Praia? TVEC ta mete tud criolo mon n bolso. Boce sabia que TAXA gente ta pagal se gente cre? Se fosse um IMPOSTO, el era obrigatorio! por acaso boce sabia que TVEC é visto pa um minoria de população de Cabo Verde (é triste mas é realidade). TVP cria saí de ilegalidade, governo de ze das marias ka tchal! Porquê? Será que Soncente é pa matá? MCA é pa Cabo Verde e não pa Praia. POR ESSA E POR OUTRAS NO TA BEM DÁ UM BASTA! MAS COMO BOCE TA PEDI MAIS PROVA, UM TA DZE BOCE DE CERTEZA QUE PROCURADORIA DA REPUBLICA TEM CONHECIMENTO DA PIRATARIA QUE A TV PÚBLICA VEM FAZENDO, SÓ QUE NÃO SE SABE POR QUE CARGA DE AGUA NUNCA FEZ NADA!
César Santos Silva

JB disse...

Cesar: duas coisas, bo pode tratam por tu (pa bo) e não estou a minimizar o papel da TV Pulu. Apenas acho que se pensarmos que a unica manifestação pública de desagrado que se visse da população do mindelo, em quinze anos, foi por causa desse caso, devemos pensar porque será, não?

Abraço, fka dret

Dany disse...

Hino de sêbura d´soncent

2010-Soncent ê sab....sab p cagá!
2011-Soncent ê sab...ma ja no cagá!