Perguntas Cafeanas

17 Comments




O ar de frete e de profundo aborrecimento com que somos atendidos pela grande maioria dos empregados do comércio, serviços e outros, faz parte de alguma estratégia de marketing ultra-moderna cuja existência ainda não foi assumida pelos grandes teóricos da área?

À melhor resposta, ofereço um café





You may also like

17 comentários:

Joaquim Saial disse...

Esse é apenas um dos mimos com que nos brindam certos comerciantes (ou os seus diligentes empregados), certos de que nos fazem um especial favor quando nos atendem. Outros são milhentas luzes no tecto libertando calor, ar condicionado no máximo ou no mínimo (assando-nos ou congelando-nos) e música em alto berros ou de baixíssima qualidade.

A religiosa frase seria aplicável a tais personagens, se a percebessem: "Pai, perdoa-lhes que eles não sabem o que fazem..."

zito azevedo disse...

Julgo - a sério - que a maioria dessas pessoas confunde "serviço" com subserviência, trabalho forçado, reverencial... Servir outros, aínda que dentro de todas as normas duma sociedade democrática moderna, comporta uma talvez involuntária reacção a um
autoritarismo que os servidos, por vezes, também transpiram...

Cristina disse...

Há imenso tempo que tenho essa mesma questão. quer dizer, a mesma preocupação, a questão era um bocado diferente..... "Será que em algume vida passada fiz algo de que não me lembro e só os esses funcionários sabem e por isso me castigam?" ..... Ainda não sei bem a resposta, mas se for mesmo uma estratégia de marketing inovadora deviam repensar a sua aplicação,pois tenho a impressão que os resultados deixam muito a desejar

Anónimo disse...

Bem perguntas! É nisso que se transformou a morabeza cabo-verdiana. Nós recebemos mal no país, no comércio, nos serviços, na hotelaria, nas ruas, depois falamos de morabeza. Uma vergonha comparado com outros países que ambicionam viver do turismo e investimento externo!A morabeza criola transformou-se em turismo sexual, e temos todos que assumir essa culpa, e acharmos a solução. Cabo Verde é hoje mais vendido como destino de turismo sexual do que por outras qualidades locais. Lamento a frontalidade mas é o que sinto. No outro dia vi uma publicidade on-line de uma agência d eviagem a promover o destino de Cabo Verde, com o rosto de uma linda criola, e com o slogan "bo crê tmá um café ma mim'".Ora convenhamos, sabemos na gíria local o que isso significa!
Desculpem o desabafo, mas temos todos que arrepiar caminho já!

Pimintinha

mdsol disse...

Faz parte de uma grande falta de chá de quem atende.

:)))

Anónimo disse...

Não só pelos empregados do comércio.....mas também dos empregados de grandes empresas como a telecom, os correios, os bancos...enfim uma quantidade de gente que não pode escolher a profissão e não gostam daquela que lhes garante o sustento.

argumentonio disse...

João, por aqui tem sido resolvido aos poucos por recurso a craques brasileiros, atenciosos, afáveis e diligentes!

ah... muitos são também competentes!!

ou seja, são profissionais do comércio!!!

;_)))

Olavo disse...

Sem dúvidas! é a grande estratégia para a nossa entrada triunfal na OMC, como fornnecedores previligiados de Recursos Humanos locais, qualificados através dessa nossa gloriosa e patética dama denomoinada 'morabeza'...

Anónimo disse...

Bem-vindo de volta a esta terra Cabo Verde...

Kuskas disse...

ahahahahahahahahah
Deve ser Joao, deve ser....

daivarela disse...

Isso acontece porque há uma competição entre os funcionários das várias empresas e institições:

Estão simplismente a "descontar" o mau serviço de que são sujeitos.

É só ver um funcionário da Electra reclamando pela demora para pagar a conta de telefone e o da Telecom reclamando do serviço do Hospital e ver um enfermeiro reclamando da Policia que reclama da TV...

O importante é não deixar que os 'outros' sejam melhores (ou piores)no atendimento.

Anónimo disse...

heheh Os funcionários dos TACV então, são os chefões! Nunca vi, tamanha falta de educação, sim porque já nem é mau atendimento, é falta de educação mesmo.
P

Marte disse...

Estive em Cabo Verde (Praia) duas vezes,a última delas por 1 mês. E de facto, fiquei muito mal impressionada com os funcionários do comércio.O ar de frete descreve-os em perfeição.

Já da maioria dos serviços não tenho muitas queixas. Fui bem atendida na Loja do cidadão, na conservatória e na TACV.

Marte

Anónimo disse...

Enganam-se, quem quer corporizar nos serviços publicos e pequenas empresas! Os bancarios são mais grosseiros de todos. Fui fazer um lenvantamento de 2000 e a moça olhou para a minha cara com desdém de quase não querer me atender. Ao dar-se conta dos numeros da conta bancaria arregalou os olhos e eu não pude conter: Não faças isso jamias a ninguem. Atrapalhada tentou dar de inocente levantei a voz e repeti a frase e seus olhos contaram lhe para não tentar mais. É uma vergonha nesta terra... É marketing de outro planeta.

E.F. disse...

1º - hahahahahahahahahaha (...)
2º - atendimento em CV? qual atendimento??
3º - e continua, hahahahahaha (...)

palavra d'honra, sincerament!

André Miguel disse...

Deve ser. Afinal nada como empregados desmotivados para que o negócio corra bem.

Bitim disse...

Isto vem da cultura do caboverdiano, os próprios utentes que vão ser atendidos, também muitas vezes não dirigem aos funcionários com boa educação e comportamento.