Café Curto (sem privacidade)

3 Comments


Ao assinar um novo contrato de telefone, foi confrontado com uma novidade inusitada: ao solicitar que o meu nome não constasse na lista telefónica, fui informado que teria de pagar uma taxa de duzentos escudos mensais (sim, mensais!), para ter direito à minha própria confidencialidade. Achei uma evolução espantosa, a sério! É que geralmente, na maioria dos países, que eu saiba, paga-se para estar na lista telefónica. Aqui paga-se para não estar. E os meus direitos cívicos, onde é que ficam?


You may also like

3 comentários:

Anónimo disse...

Mesti Manti!!!

zito azevedo disse...

Mas, João, o 1º de Abril não é só no próximo sábado ???

Neu Lopes disse...

Essa é a piada do século!
Estamos em Cabo Verde!