Declaração Cafeana

24 Comments



Lamento, sem qualquer tipo de ironia velada, que o Redy, do blogue Ku Frontalidadi, que sempre foi um paladino da livre expressão nos blogues, ou seja, da publicação de comentários sem qualquer crivo dos administradores, tenha decidido pura e simplesmente suprimir os comentários no seu blogue depois de um lamentável conjunto de intervenções nojentas de "clientes" cobardes e sem escrúpulos, que o fizeram, como habitualmente, sob a capa do anonimato. Como não posso debater por lá, faço-o aqui.

Sobre a questão da maturidade democrática demostrada nestas eleições, não concordo com a visão catastrófica descrita neste post. Em primeiro lugar, as eleições não acontecem apenas de cinco em cinco anos. Temos eleições municipais e presidenciais nos entre-meios. Depois, nas agremiações, associações, clubes de futebol, sindicatos o hábito de processos eleitorais está plenamente enraizado. Vivemos num país onde a livre expressão é regra e não a excepção. Como alguém disse num comentário, basta ir ao Mindelo no último dia de campanha, com dois comícios de forças políticas rivais, lado a lado, com o povo circulando de um para o outro, sem problemas, sem distúrbios, sem pedradas, para ter um sinal inequívoco de respeito e cidadania, valores caros numa sociedade democrática.

Há problemas, e alguns dos apontados pelo Redy já foram referidos aqui. Mas acontece que sou um optimista militante e acredito que se há muito para melhorar (e há)  temos certamente capacidade para que isso aconteça. Acredito numa abertura do Governo e dos serviços do Estado à sociedade civil, dependente da competência e não da filiação partidária. Acredito numa melhoria substancial do nível nos debates da Assembleia Nacional, com a entrada do sangue novo agora eleito. Acredito numa maior capacidade de mobilização das pessoas para protestar nas ruas e reivindicar os seus direitos, quando for caso disso. Acredito numa juventude menos passiva e mais crítica.

Cabo Verde é um regime democrático desde 1991. Vinte anos. Não é nada, numa perspectiva histórica. No entanto, o país que somos hoje mostra o quanto se avançou no domínio de uma plena democratização do arquipélago e da sua sociedade. Comparem o ontem e o hoje e vejam as diferenças abismais, o que já se conquistou. Orgulhoso, sim. Sem fazer como uma avestruz, que mete a cabeça na areia para esconder os problemas, recuso-me a contribuir para um discurso característico dos velhos dos marretas, para quem o copo está sempre, inevitavelmente, meio vazio.




You may also like

24 comentários:

Dario Livramento disse...

Caro Café Margoso:
Não vou aqui repetir tudo o que já foi dito e re-dito ao longo da campanha em relação à compra de votos e influencias feitas pelo partido PAICV utilizando recursos do Governo, onde apenas gente ignorante e/ou interesseiro finge que não aconteceu.
Vou só apontar aspectos de propaganda levado ao cabo por praticamente todos os meios de comunicação do estado e alguns privados, propaganda está vista apenas em países como Venezuela, Cuba, China entre outros regimes totalitários mascarado de "democracias maduras", que você aqui defende, fazem.
Aqui em Cabo Verde, o partido está tão profundamente infiltrado em instituições estatais que provoca um auto censura tão grande que até os "bloguers intelectuais" que se declaram "livres e independentes" tiveram receio em exprimir opiniões contrária ao pensamento directriz que rege a opinião crítica dos cabo-verdiana.
Exemplo disso é como tão pouca boa gente fez críticas em relação ao desemprego nos jovens e nas declarações da nossa Ministra da Juventude em relação ao tema. Exemplo disso é o louvor que foi feito ao governo na execução de obras, de forma alguma prioritárias, na ilha de sao vicente (aeroporto, estrada baia calhau). Exemplo disso é o silencio "ensurdecedor" a quando do derrube de patrimónios da ilha, e do "esquecimento" do governo em relação à interbase mesmo após as promessas.
Única crítica que foi falada e escrita foi em relação à energia que rapidamente foi transferida a responsabilidades, primeiramente, aos portugueses e ao MpD e posteriormente aos "sabotadores" que seriam "desmascarados" em 31 de Janeiro 2011.
Na tua terra, Portugal, existe uma democracia muito mais madura, devias comparar antes de falares hipocrisias (sim hipocrisias porque sabes muito bem o que se passa por aqui). Cumprimentos, e embora acredito que o comentário não será aprovado, pelo menos o senhor o irá lê-lo.

JB disse...

Li e publiquei, com muito gosto.

Abraço

Anónimo disse...

Porque é que tens esta facilidade louca de ofender os teus debatedores? Porque é que chamas destemido aos leitores cobardes, nojentos e sem escrupulos?! Antes de te responder, responde a estas questoes faceis e a mais esta: porque é que previste no formulario de identidade a opçao "anonimo", se depois agrides desta maneira os anonimos que demonstram coragem em criticar-te sabendo que podem correr o risco de nao verem os seus comentarios publicados? Isto é que é ser corajoso.

JB disse...

Ofendi quem e onde? Estás distraído. Certamente não leste os comentários publicados num post do blogue do Redy, onde ele foi insultado e injuriado por anónimos, o que motivou que tenha fechado o blogue dele aos comentários.

Os anónimos são nojentos, cobardes e sem escrúpulos quando usam essa condição para ofender os outros. Não tem nada a ver com o debate de ideias. Nada.

Anónimo disse...

Claro que nao tem nada a ver com o debate de ideias; mas dizes que nao ofendes os leitores, mas voltaste a ofender. Quando chamas nojento e cobarde no teu ultimo paragrafo aos leitores tal é uma ofensa. E' ou nao? Mas repara que ainda nao li aqui nenhum comentario de um leitor a chamar-te cobarde e nojento, o que seria também ofensa. Continuas a nao responder a todas as perguntas, nomeadamente porque é que previste no formulario de identidade a opçao anonimo?! Para termos um verdadeiro temos que nos respeitar; tu nao me respeitas quando nao me respondes; alias sempre que nao tens resposta plausivel, começas a deitar anedotas ou pura e simplesmente a responder ao lado. Para alguém que se gaba de ter lido a doxa grega toda aos 17 anos, essa tua dialética anda muito fraquinha.

Sanpadjud disse...

Olha João como não me deixo intimidar respondo a esse teu anónimo que de democracia só ouviu falar: não deixa de ser engraçado que tenha sido o MPD a ser apanhado com a boca na botija. E já se viu que os cabo-verdianos estão de olhos abertos e repararam nos meios empregues pela campanha do Veiga, sem paralelo e com um exibicionismo que ofendeu toda a gente aqui na Praia pelo menos. Alguns tentam encapotar e meter tudo no mesmo saco... mas não se pode esconder o óbvio
Desde o início da pré-campanha que os cataventos enveredaram por este estilo de difamar e acusar. A arrogância é dal ordem que mantém o mesmo discurso e a explicação para a derrota é que o povo é ignorante e gosta de sofrer. Pois eu sou povo e não tenho paciência com estes pseudo preocupados com Cabo Verde,
É necessário continuar a trabalhar no social mas acredito que aqueles que apresentarem a teoria de desenvolvimenrto sem infraestruturação são sem dúvida candidatos ao Nobel e possuem o segredo que todos querem ver revelado.
Quanto ao emprego e só por curiosidade o MPD criou cerca de 30000 empregos na década de 90, o PAICV criou cerca de 100000 entre 2001 e 2010 (dados do INE) mas nas suas promessas eleitorais o MPD prometeu criar 35000 ou seja desceu a fasquia.
Desculpa o post longo mas há coisas...
De

JB disse...

Anónimo, escrevi "Os anónimos são nojentos, cobardes e sem escrúpulos quando usam essa condição para ofender os outros.".

Retirar frases do seu contexto para fazer valer posições também não me parece lá muito honesto, mas pronto, cada um sabe de si.

Anónimo disse...

Na tua imparcialidade até disseste que tinhas medo do MPD passar.Já estás enviezar os teus comentários imparciais para o lado do poder Podes perder credibilidade ao te aproximares perigosamente do regime pseudo-democrático, ditadura paicvista de pseudo-esquerda recauchutada de rosto humano.
Então já te esqueceste do Eden Park? Já estás do outro lado da barricada, enquanto os buldozers... não vão, para? Muita pena, menos um intelectual para se indignar. E vão ser precisos uma legião para aguentar mais 5 anos.

JB disse...

Foi a tua interpretação das minhas palavras. Estás no teu direito.

daivarela disse...

Todo blogueiro que se preze adora um bom comentário. Se for positivo pode ser somente "bom blog ou bom post", mas se for negativo, que seja com argumentos.

Quando vi que o ku-Frontalidadi retirou a opção de comentar, pensei: 'isso até que é cômico', um blog a retirar esta opção?
Até seria divertido se tivesse sido por outras razões que não aquelas invocadas no blog.

Cada post pode ser entendida como uma página da vida do blogueiro que ele partilha pelo simples prazer (ou outra razão que lhe pertence).

Fica feio aproveitar-se do anonimato para manchar, rasgar ou plagiar essa página.

Anónimo disse...

Cuidado com mentiras, porque està tudo escrito; começando pela tua resposta ao ultimo anonimo, quando dizes que é "interpretaçao" dele. Nao, nao é interpretaçao, pois tu escreveste sim senhor que tinhas "medo do MPD" ganhar. Mais: escreveste que temias o PIOR, falando do MPD e chamei-te alias à pedra. Estàs a desconversar e nao estàs a respeitar o outro anonimo.
Quanto à minha pessoa, claro que sou honesto e ja agora nao perebo porque usas esse adjectivo. jA te disse que tens a mania de adjectivar, fica-te mal, pois és sempre apanhado a mentir. E é pegando precisamente nos teus adjectivos nojento e cobarde. Ja te disse noutro passo que és fraco em silogismos. Dizes que os nojentos e cobartes so o sao quando usam essa condiçao para ofender os outros.
Mas que raio de raciocinio torto é esse? Um nojento é nojento; um cobarde é cobarde. Um cobarde nao precisa de ofender o outro para ele ser cobarde. Nao é a condiçao de ofender que transforma o cobarde em cobarde.

Meu caro, tens de treinar mais porque tu és fraquinho da silva. Tu fazes-me rir; Um cobarde é cobarde quando ofende. Fazes-me rir!
Nao homem, cobarde é cobarde, e tu chamaste aos teus leitores cobardes; pRIMEIRo disseste que estavas a referir-te ao Redy; agora vens dizer que so chamas cobarde a alguém quando esse alguém ofender.

Mas entao chamaste?

So que te esqueces duma coisa; nao houve ainda aqui cobarde que te tivesse ofendido; Logo se nao foste ofendido, porque é que chamas cobarde ao leitor antes dele de ofender? E se ele ja é cobarde, porque é que ele precisa da condiçao de.... para?!!
Tu confundes a fisica com a natureza e Democrito com Aristoteles; e claro confundes a doxa com a alitéia...Mais um esforço...

Anónimo disse...

Nada de desvarios daivarela, porque aqui neste site (é aqui que estamos!) ainda nao vi ninguém a manchar esta pagina. Sejamos sérios!

Ainda o dono da loja nao me respondeu porque é que ele criou uma opçao de anonimato!

Como ele nao responde, porque ele estaria a gozar com a propria cabeça, entao eu concluo a minha resposta. A mim ninguém me obriga a usar nomes como Adriano Monteiro ou Jorge Almeida, somente para agradar a este ou aquele.
Eu resolvi ser anonimo nao por cobardia mas porque existe a opçao; depois quis escrever o meu nome, mas porque ha pessoas que insistem obrigatoriamente que eu tenha um nome, agora nao lhes faço essa vontade. Isto nao tem nada de cobardia, por uma parte de resposta que ja dei; ja agora esses senhores que se armam em valentes e corajosos, alguma vez pegaram numa arma? Fizeram guerra? Estao armados em corajosos, mas nunca andaram se calhar à porrada e devem borrar-se todo frente a um thug. Eu nao; sou capaz de matar um homem como eu e ja peguei numa arma e nao me borrei. Se nao escrevo um nome qualquer, é porque nao vou agradar a este ou aquele, e porque quero ser anonimo como esses milhoes de anonimos egipcios que fizeram cair MubaraK. Estou-me nas tintas por esses que pensam que somente porque colocam uma foto, pensam que passam a ser corajosos. Eu faço o que eu decido e nao recebo ordens de ninguém; eu escrevo e nao assino e estou-me a marimbar para este ou aquele; Isto nao tem nada a ver com medo e coragem e geralmente aqueles que dizem corajosos nunca estiveram no meio de tiros ou duma confusao qualquer numa bairro de Bagadde ou num township de Joanesburgo. Eu ja estive e é por isso que nao dou importância a fanfarroes. Ainda por cima eu conheço os caboverdianos e portugueses que geralmente, a média é altissima, sao uns grandes cobardes!

Anónimo disse...

JB, não tens de responder a todos os comentários que aqui te são feitos. Há alguns que basta publicar. Nada mais!
(revê o post que publicaste há uns dias, aquele dos anónimos, com a foto da cadeira na estrada)

Bring on the good posts!
Lis

Anónimo disse...

Oh armado em samapdjudo se quiseres umas explicaçoes de borla da democracia passando pela Politica de Aristoles, aRepublia de Platao aos modernos e contemprâneos, estou disponivel. Mas tem de ser no original, tem de ser na lingua de Atenas de Demostenes. E atençao!sou caro. Nem o PAIGCV nem o MPD pagaram os meus estudos. Essa palhaçda de que basta criticar para se ser do MPD tem de acabar. Eu nao pertenço a partido nenhum. Responde la se é respeitar o povo, mesmo que sampadjudo burro e analfabeto, dois dias depois de eleiçoes aumentar os preços de gasolina e seus subsequentes, porque ha mais que vem ahi! responde se é democracia o irmao do primeiro ministro 3 dias depois de eleiçoes e ainda nao estao publicados os resultados oficiais estar a perseguir gente ligada ao MPD que sao despromovidos? Para dois segundo e pergunta-te à tua cara de sabichao de demos o kratios se é ser democrata ou se é ser perverso. A perversidade é uma doença de ditadores, de comunistas, de fascistas, de democracias populares; sabes o que é ou precisas de estudar? Vai ver o dono da mercearia que acha que isto tudo é cultura geral. Sim, repito, o povo de SVicente é inculto analfabeto e irresponsavel. Mas bem-feito e vao comer até pedras. Estou-me nas tintas, porque eu vivo bem; povo nenhum do mundo gosta de coisas belas e da boa vida; vai fingir para outra freguesia porque nunca ouvi nenhum boyce de Socente a dizer que é sampadjudo. Alias é uma etnia? Ha etnias em Soncente?!!!Sabes eu sou duma outra geraçao de Mindelo, gente fina, sabida e culta onde esta palavra nao existia.

Anónimo disse...

Mas, João, porque é que ainda dás espaço às "intervenções" do Al Binda (pois, mesmo não assinando, sabemos claramente que é ele)?

Digo isto pois ele só acaba por aborrecer os teus leitores que, às vezes, são obrigados a ler as "tiradas" dele para poder seguir o fio da meada, mas que, invariavelmente, desistem de postar comentários pois o gajo monopoliza tudo com a sua maledicência persistente.

Por favor, corta o gajo, se não por ti, por nós! Please!!

JB disse...

Eu sei, eu sei.... (longo suspiro)

Anónimo disse...

Nao, nao sabes coisa nenhuma! Pensas saber! Tu nao és deus. Quanto ao teu outro Anonimo a pedir para cortares, é no minimo ridiculo. Um Anonimo a pedir para cortar outro Anonimo. Isto é patético; E' o que vocês chamam democracia, estabilidade politica, maturidade.

Oh rapaz basta abrires um dicionario para veres que este povo nao pode ser nem estavel nem maduro, quanto mais agora ter maturidade democratica. O problema é que tens aqui uma data de ignorante que nao conhecem sequer o significado das palavras mas querem armar-se em isto e aquilo. E' sintomatico esse analfabeto Anonimo dizer que se cansa a ler um post. Mas quem obriga o menino a ler-me? Ninguém é obrigado a ler-me. Tanto mais que mais de metade o homem nao percebe pois é inculto. Quanto a ti suspira,suspira, que isto também é um estado de espirito.

Nao é mais que vocês sabem? Pedir para cortar e suspirar?! Ou entao tentar adivinhar quem é que escreve ou nao escreve?

Debatam e deixem-se de lançar a toalha para o chao. Eu sei que so têm garganta, mas na cabeça nada. Ja estao cansados?! Bem, entao nao vos explico o que é uma sociedade com maturidade politica; o que é um povo maduro. De certeza que numa terra onde ainda as pessoas nao têm que comer e morem em casebres nao pode haver maturidade de nenhuma espécie. Peguem nos livros em vez de estarem aqui a dizer apenas eu gosto ou nao gosto. Ai, gostei deste post. E mais nada!... E' este o povo culto e inteligente?! Como é que pode haver estabilidade democratica se o povo é instavel, se as instituiçoes sao instaveis? Quer dizer ainda estavas com medo de o MPD ganhar porque poderia haver violência etc e tal, e ja hoje porque o PAICV ganhou, ja ha estabilidade politica, ja ha maturidade politica. Isto é mesmo para a gente gozar. Corta o gajo, pa... paradigmatico de um povo democrata.

Anónimo disse...

Al Binda e Liberal são responsaveis pela derota do MPD.

Anónimo disse...

Aonde é que eu li, e reli, que a melhor forma de desacreditar os anónimos é publicar os seus posts???
Sobre a questão do anonimato já dei a minha opinião, e não vale a pena voltar à vaca fria. O estranho é ver os Bloguer's regressarem recorrentemente a esta questão. É pá, resolvam essa merda de uma vez por todas, que já não há paciência.
Eis os efeitos deletérios de se alimentar uma pocilga. Fede que se farta.
É bem feito João, mas deixa andar que para CIRCO não há melhor. Por enquanto vai dando para rir.
ZCunha

JB disse...

É isso mesmo, ZCunha. Abraçp grande

Sanpadjud disse...

Anónimo
O Doutor acertou em cheio: sou um analfabeto - de facto levo três quartos de hora a assinar o meu nome - ignorante - nem sei que de Aristóteles e Platão falas, será da inversão da ordem? - burro - sem desprimor para o animal que Deus escolheu para carregar O seu filho - irresponsável e com as cabras aprendi a comer pedras na desgraça. Também tem razão quando diz que não sou da geração da gente fina e sabida de S. Vicente (vejo que notou o n) sou mais da geração sem sapato com um travo de badio.
E voltou a acertar: odeio coisas belas e boa qualidade de vida; aliás essa é única razão para não ter votado MPD.
Fique lá com a bicicleta que eu fico com os pedais e vou tentar aprender a soletrar - talvez com o Parménides porque esse original vende-se muito mais barato; também sou pobre de bolso além de de espírito!
Bem haja pelas gostosas gargalhadas que me proporcionou.

Benvindo Chantre Neves disse...

À propósito dos 2 comícios em Mindelo. Estive na Boa Vista durante a campanha eleitoral e pude verificar o mesmo também nessa ilha. No dia do encerramento, dois comícios na mesma rua, com pessoas ora aqui, ora acolá, tudo numa boa!
Outro aspecto que resgistei na ilha foi a presença de familiares bem próximos (irmãos, por exemplo) em listas adversárias(ventoinha/estrela). O convívio fora dos palcos era notório.

Exemplos que parecem, felizmente, estarem a fazer escola nestas ilhas.

daivarela disse...

O blog foi removido

Desculpe, o blog em kufrontalidadi.blogspot.com foi removido. Esse endereço não está disponível para novos blogs.

E esta?

Henrique disse...

Jamais comprometa sua honestidade.

Lembre-se das pessoas envolvidas.

Ouça os dois lados antes julgar.

Procure se aconselhar com os outros.

Defenda os ausentes.