Declaração Cafeana

7 Comments


Sempre abominei mini-misses. Essas pseudo-actividades socio-culturais que promovem o culto do corpo em meninas de 5 a 10 anos de idade, com desfiles que já são de gosto duvidoso com mulheres adultas, sempre me causaram algum asco. Mais ainda tendo em conta, por um lado, a indumentária que as crianças são obrigadas a usar, com mais corpo à mostra do que protegido e o fundo musical que acompanha a coisa, com qualidade directamente proporcional ao triste espectáculo que se depara em frente dos nossos olhos. 

Sentia-me ainda mais horrorizado e revoltado ao verificar que muitas dessas actividades eram promovidas por educadores (?) e encarregados de educação (??) das crianças envolvida nas famosas "festas de zona" da cidade do Mindelo. O que raio é que passa na cabeça dessas pessoas, num país onde os casos de pedofilia crescem a olhos vistos e onde a maioria destes casos acontecem no lar onde as crianças vivem e dormem ou nas escolas onde estudam?

Com este vídeo, batemos no fundo do poço. O início do vídeo é apenas asqueroso pelo mau gosto pornográfico que o caracteriza, mas o final é mais do que isso, é criminoso. O local é identificável, as crianças também, os adultos que assistem passivamente e aplaudem esta pouca-vergonha também. Isto para mim só tem um nome: é um caso de polícia.

É hora de dizer basta.



You may also like

7 comentários:

Mário Vaz Almeida disse...

Neste país isto já é uma dor de cabeça! Para os professores e pais responsáveis.
É que nem a nivel universitário se aceita esse indecoro.

Acho que é preciso, sim, uma acção cívica contra isto!

Anónimo disse...

Qual é o papel das organizações protectoras dos direitos da criança?! Fazer acções para inglês ver? Dar entrevistas nas ocasiões extremas como no caso S. Nicolau? Os pais devem ter muitíssima atenção sim senhor. Mas há problemas de foro mais profundo que carecem de acções mais elaboradas no seio da conciencia colectiva. Há dinheiro para isso? Duvida-se. Mas o que podemos ver é que há dinheiro para viagens nacionais e internacionais, há dinheiro para cargos, para imagem, para carrões e gasolina e para outras coisas que não se sabe... Aquilo que devia ser feito vai sendo adiado..E, por isso, talvez um dia elas façam justiça. Talvez um dia, quando estivermos velhinhos elas nos façam pagar por tudo isso de tal forma que devíamos desejar não chegar a "velhos" para saber. João, a hiperligação parece não estar disponível.Tens o link?

Jungle

JB disse...

O link está no próprio texto, onde diz "este vídeo"...

JB

zito azevedo disse...

Como já comenteo noutro post:
N O J E N T O !!!

Anónimo disse...

é uma pena haver gente que acha piada a esse tipo de cenas, lamentável mesmo!

Anónimo disse...

Não sou jurista, mas me parece que, embora desejável, nem é preciso as instituições que trabalham com as questões da infância começarem um processo - não seria isto crime público, sendo, portanto, a Procuradoria Geral da República habilitada a instruir um processo?

Jeff

MS-Mnininha Soncente disse...

...assino por baixo JB... sendo mãe de uma menina condeno actos destes, condeno mães que cultivam nas filhas pequenas hábitos de adultos..chamem-me retrógrada, ultrapassada...mas há idade para tudo..não há que ter pressa...