Perguntas Cafeanas

10 Comments




Os homens que fazem do 14 de Fevereiro uma "data especial" oferecendo bombons, peluches ou perfumes às suas companheiras fazem-no por convicção ou são apenas românticos de pacotilha com problemas de consciência? 

À melhor promessa, ofereço um café





You may also like

10 comentários:

Rogerio Rinaldi disse...

Adoramos o seu blog,é maravilhoso e semre estamos por aqui conferindo todas as novidades.
Super beijos da Glorinha.
http://sbrincos.blogspot.com

Kuskas disse...

ahahahahah acho que a maioria dos homens de cv estão incluidos no segundo grupo.
Não celebro e nem nunca celebrei o dia 14 de Fevereiro de forma "especial", pois normalmente é o dia em que a maior parte das pessoas lembram de mim por causa do meu aniversário que é a 12 de Fevereiro ahahahah

zito azevedo disse...

Como em tudo na vida, creio que haverá de tudo: românticos e apaixonados de pacotilha...De resto, poder-se-ia dizer do 14 de Fevereio o que se diz do 25 de Dezembro: Natal devería ser todos os dias...Amar, também!

Ivan Santos disse...

As tuas perguntas já foram mais dificeis hein JB, hehehehehehe!!!Essa é fácil... ;-)

Ivan Santos

Paulino Dias disse...

João,

Eis a minha posição sobre esta tua pergunta, publicada hoje no FB:

......
Bem, hoje vou me dar ao luxo de ir contra a corrente: ODEIO O DIA DOS NAMORADOS! Passei a ver este dia como uma tentativa (impossível!, ainda bem...) de espartilhar o amor entre as 00h00 e as 24h00 de um dia qualquer do calendário. O amor que nesta data se mercantiliza, se materializa nas montras enfeitadas de vermelho-vivo da minha cidade, se hipocrizia, se prostitui, se escraviza e escraviza, se despe de toda a subtileza e imprevisibilidade que, justamente, o torna um sentimento tão belo e sublime... Não, não quero que me enfiem tal tipo de amor goela adentro! Hoje, minha preta, não esperes de mim rosas vermelhas sobre a mesinha da cabeceira nem presentes embrulhados matematicamente numa loja qualquer da cidade. Que as rosas, os presentes, o vinho e o abraço de ternura não precisam de catorzes de fevereiro no calendário do bem querer que te sinto. Compreendes, minha preta?
............

(Na verdade, todos os anos isso fica-me entalado na garganta, eheheh).

Abraço

JB disse...

Rogério, obrigado e volte sempre!

Kuskas, desde já parabéns atrasados!

Zito, a questão é mesmo essa. Temos românticos de todos-os-dias?

Ivan, pois é, pois é! hehehehe

Paulino, sintonia absoluta contigo neste assunto, caro amigo.

Lily disse...

Bem, depois de ler o comentário do paulino Dias, escuso-me a escrever mais sobre o assunto. Está tudo lá!
Muito Amor para todos e todos os dias!
Lily.

zito azevedo disse...

JOÃO, estou certo que os há, os românticos...Não me parece que seja coisa que se aprenda: ou se nasce romantico ou jámais se será romântico...É, decisivamente, genético!

Fatima disse...

Dia dos namorados aqui no Brasil é 12 de junho.
Amor é bom todos os dias, mas ganhar um chamego especial neste dia não tem preço!
Bjs.

MS-Mnininha Soncente disse...

Concordo com a Fátima...é igual mas "diferente"...vá se lá saber explicar isso como deve ser... Por coincidência acabei um post sobre este dia...
Eu acho que estamos a focalizar demasiado nas intenções dos outros....na "mercantilização da coisa" porque não centrarmos no dia e espalharmos o amor...o nosso...porque o amor do resto, o resto trata...Porque nós nos preocupamos com os outros? Se são romanticos ou se fazem isso por "descarga" de consciência? eu acho que o que importa é o que sentimos e se queremos demonstrar ou não.. neste dia é permitido fazer isso... acho giro ver homens com flores bombons etc..pq há uns tempos atrás muitas mulheres suspiravam por um homem assim...alías eu acho que do lado feminino andamos que nem a raposa e as uvas verdes (desculpa João alonguei-me no comentário mais do que devia/queria...mas fui possuída pelo monstro da escrita!