Tertúlia dos Mentirosos 127

1 Comments



Cheio de dores nas costas, foi à urgência do hospital. Depois de uma espera de cinco horas lá foi visto pela médica de serviço, que lhe passou uns medicamentos e um papel oficial indicando a marcação de uma consulta na Ortopedia, com "carácter prioritário". 

No dia seguinte de manhã, foi marcar a consulta, nos serviços administrativos.

- Bom dia, queria marcar uma consulta. Aqui está o papel do médico.
- Consultas agora, só de urgência.
- Precisamente. Eu não me posso mexer nem trabalhar por causa destas dores nas costas, por isso está escrito aqui "prioritário".
- Não pode ser. Só consultas urgentes. 
- Prioritário não é urgente?
- Prioritário é prioritário. E eu só posso marcar a consulta se for urgente.
- E quando se pode marcar a consulta, afinal?
- Para marcações, só no final do mês.
- Mas hoje é dia 21, já estamos no final do mês.
- Só no final do mês. Ainda não estamos no final do mês.
- E quando é que eu posso passar aqui para marcar a consulta?
- Passe aqui no dia 01 ou 02 de Fevereiro.
- Ah obrigado.

E como chegou, saiu do hospital com as mesmas dores nas costas e uma bem compreensiva dor de cabeça.


Nota: história verídica que aconteceu nos serviços públicos de saúde da cidade do Mindelo. 




You may also like

1 comentário:

zito azevedo disse...

PELOS VISTOS O EDIFICIO É MELHOR DO QUE OS SERVIÇOS...